Angioclam - Como prevenir o câncer de pele e aproveitar o verão sossegado

Notícias

Como prevenir o câncer de pele e aproveitar o verão sossegado

Quinta, 05 Janeiro 2017

Como prevenir o câncer de pele e aproveitar o verão sossegado

Confira como prevenir o câncer de pele

O verão é a estação do ano mais esperada por muitas pessoas, porém devemos tomar precauções  e cuidados especiais com a pele devido as altas temperaturas e incidência de raios solares. Nesse artigo você vai conferir algumas dicas de como prevenir o câncer de pele e aproveitar o verão e as praias com tranquilidade. 

A pele é o maior órgão do corpo humano. Ela é composta por duas camadas: a epiderme (a mais 

superficial e visivel), e a derme (a mais profunda). Possui diversas funções como regular a temperatura do corpo, proteger contra agentes externos, como luz do sol e calor, e contra agentes infecciosos e químicos.

Os cânceres de pele são os mais frequente tipo de câncer no Brasil (25% dos tumores malignos

diagnosticados), e a maioria ocorre por causa do excesso de exposição aos raios ultravioleta do sol.

Tipos de câncer de pele 

Existem vários vários tipos de câncer de pele, sendo os mais comuns: os carcinomas (carcinoma basocelular e carcinoma epidermoide) de incidência mais alta e menor gravidade; e os melanomas, menos frequentes porém são mais graves por causa do grande risco de metástases.

Pessoas com história familiar da doença, de pele e olhos claros, cabelos loiros ou ruivos, albinas, as que se expõem ao sol e a agentes químicos excessivamente e têm muitos sinais constituem a população de maior risco para desenvolver a doença.

A lesão maligna de pele geralmente é rósea, avermelhada ou escura, e apresenta crescimento lento, mas progressivo. Também pode ter o aspecto de ferida que não cicatriza, ou de pintas que crescem devagar, mas que coçam, sangram ou apresentam alterações de cor, consistência e tamanho. Outras características importantes dessas lesões são a assimetria e bordas irregulares.

Como os cânceres de pele podem apresentar características diversas, a pessoa deve procurar um médico sempre que notar uma lesão nova ou quando uma lesão antiga sofrer algum tipo de modificação.

O diagnóstico deve ser feito por seu dermatologista e leva em consideração o aspecto clínico da lesão, sua coloração e forma, a dermatoscopia (exame feito no momento da consulta) e o resultado da biópsia (se necessária). 

O diagnóstico precoce é muito importante, já que a maioria dos casos detectados no início apresentam bons índices de cura.

Tratamento para o câncer de pele

O tratamento inicial consiste na retirada cirúrgica da lesão e do tecido ao redor. Quimioterapia ou radioterapia são recursos terapêuticos utilizados nos casos mais graves.

Orientações de como prevenir o câncer de pele

  1. Faça um autoexame de pele regularmente e observe se há alguma mancha, lesão, ferida, sinal novo ou que apresente alguma modificação. Não se esqueça de examinar também a palma das mãos, entre os dedos, a sola dos pés e o couro cabeludo;
  2. Evite a exposição excessiva ao sol, principalmente entre 10 e 15 horas. Use filtro solar com proteção adequada ao seu tipo de pele, além de chapéu e roupas com proteção solar;
  3. Evite as queimaduras de sol, principalmente durante a infância e a adolescência, fase em que as pessoas costumam expor-se mais ao sol; 
  4. Não faça bronzeamento artificia! Ele é feito com emissão de raios ultravioleta, podendo causar envelhecimento cutâneo e câncer de pele, 
  5. Procure um médico dermatologista se notar qualquer alteração em sua pele e sinais.

Agende uma consulta com nossa equipe de dermatologia através do nosso site clicando no botão abaixo ou ligue no número 3612-8383. 

Fonte: Dra Daniela Ramos Falcão

Dermatologia e Estética

 Tel - (71) 3612-8383