4 doenças cardiovasculares e seus fatores de risco

Notícias

4 doenças cardiovasculares e seus fatores de risco

Quinta, 11 Maio 2017

4 doenças cardiovasculares e seus fatores de risco

Prevenção é a chave para evitar as doenças cardiovasculares

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), as doenças cardiovasculares são as principais causas mundiais de morte. No Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, são as principais causas de óbitos nos últimos 10 anos. Causas como infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral foram responsáveis por 18% dos óbitos neste período. Estima-se que uma morte ocorra a cada dois minutos por esse tipo de enfermidade.

As doenças cardiovasculares que têm maior mortalidade são:

1. Infarto agudo do miocárdio 

Provocado pela falta de sangue e oxigênio no músculo cardíaco, devido à obstrução da artéria coronária, levando a sintomas como dor no peito, sudorese e falta de ar.

 2. Doença vascular periférica

Decorre do depósito de gordura com obstrução das artérias periféricas do corpo. Nos membros inferiores, por exemplo, ocorre redução do fluxo de sangue para as pernas, com queixas principalmente de dor e de dificuldade para caminhar.

3. Acidente vascular cerebral

As placas de gordura depositadas nos vasos sanguíneos cerebrais podem obstruir um vaso cerebral intracraniano, levando ao quadro de dor de cabeça, tontura e paralisia de um braço, perna e face. A dependo da extensão da lesão, pode comprometer a fala e os processos neurológicos.

4. Morte súbita

 Compreende o quadro de óbito de forma súbita, ou seja, quando não há chance de socorro, sendo causado, principalmente, pelo infarto agudo do miocárdio.

A principal característica das doenças cardiovasculares é a presença da aterosclerose, acúmulo de placas de gorduras nas artérias ao longo dos anos que impedem a passagem do sangue, o que pode resultar em uma queda na oferta de oxigênio para o órgão acometido e consequentemente um infarto local.

Existem fatores de riscos que aumentam a chance da ocorrência desta enfermidade. Além da origem genética, que é considerado um fator de risco não modificável, existem os comportamentais, tais como: obesidade, sedentarismo, tabagismo, hipertensão, diabetes tipo 2, stress, colesterol alto e consumo excessivo de álcool. 

O diagnóstico das doenças cardiovasculares é feito pelo médico após colher informações clínicas sobre o paciente, realizar o exame físico e solicitar exames complementares quando necessários (eletrocardiograma, teste ergométrico, ecocardiograma, cintilografia miocárdica de perfusão, duplex scan, cineangiocoronariografia, entre outros).

 Para evitar a ocorrência da doenças cardiovasculares, a melhor conduta é a prevenção. A visita regular ao médico é necessária principalmente para serem identificados os fatores de risco e tratá-los precocemente. Entretanto, o mais importante é manter hábitos saudáveis como: interrupção do tabagismo, reduzir a ingesta de gorduras e sal, controlar pressão arterial e taxa de glicemia, exercitar-se regularmente, combater o stress e manter o peso controlado. 

Para ajuda-los no propósito de cuidar da saúde a Angioclam oferece exames cardiológicos e consulta com cardiologista adulto e pediátrico.

Para realizar o agendamento da sua consulta preencha o formulário abaixo:

Artigo por Alessandra Seabra - Cardiologista e Ecocardiografista 

Imagem: Freepik